Fork me on GitHub

Keep Learning Conhecimento nunca é o bastante

Postado em
1 February 2008 @ 15:11

Tag(s)
Artigos, Desenvolvimento

Se você escreve mal, programa mal

E ponto final.

É impressionante a quantidade de pessoas com curso superior na área de informática (o que sugere que a pessoa deveria ter mais conhecimento do que uma sem curso superior…) que não sabe escrever um texto minimamente coeso, muito menos manter uma linha de argumentação consistente em uma conversa.

Não estou dizendo que sou um professor Pasquale, muito menos um mestre na arte da argumentação, mas sempre gostei das ciências humanas e me esforço para melhorar na comunicação. Por quê? Bom, desenvolvimento de software é 90% comunicação. Comunicação com clientes, com membros da equipe, com parceiros, comunicação do seu pensamento em forma de código.

A “era da internet”, de Orkuts, Messengers e afins, tornou o cenário ainda pior: além da deficiência lógica, a total falta de conhecimento gramatical e ortográfica se tornou uma epidemia. A “preguiça” de escrever corretamente, em nome da agilidade na comunicação virtual, tornou-se hábito e “emburreceu” as pessoas.

Programar é uma atividade criativa, envolvendo muito raciocínio e lógica. O mesmo ocorre com a argumentação. Existem técnicas bem definidas para ambas, mas a qualidade do produto final depende das habilidades do executor.

Como discuti anteriormente, o programador apenas programa, traduz, codifica como uma máquina. O desenvolvedor de software, que tem na programação uma de suas principais atividades, busca mais conhecimento, se aprimora, sabe se comunicar.

Então, como alguém espera (ou afirma) ser um bom desenvolvedor de software quando não consegue escrever uma simples frase sem cometer seguidos erros ortográficos e lógicos?


7 Comentários

Comentário por
doNascimento
1 February 2008 @ 21:19


A parte lógica pode até ser, mas erro de ortografia?! parece forssasção¹ de barra. Erro de ortografia é falta de conhecimento, falta de leitura e não falta de lógica.

Outra coisa, ñ tenho bagagem pra discutir a fundo, mas é interessante: Existem pessoas altistas incapazes de se comunicar, mas que são completos gênios da lógica e da matemática. É claro q são casos especiais, mas indicam que a “comunicação” e a “lógica” funcionam em áreas diferentes do cérebro.

É claro q quando vc fala de comunicação humana, contato com clientes e gestão de equipes, falar e escrever são habilidades essenciais. Mas são coisas diferentes, inteligência relacional e inteligência lógica.

¹ http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20060917183700AAQnINO 🙂


Comentário por
lucashungaro
1 February 2008 @ 23:08

Bom, isso tudo é relativo.

A questão da ortografia é bem sutil: alguém que não se dá ao trabalho de conhecer o básico de seu idioma nativo não se dedicará a conhecer a fundo uma linguagem de programação. A falta de leitura e conhecimento, que você mencionou, afetam todas as áreas de atuação dessa pessoa.

Quanto ao autismo, voltamos à questão do “programador ou desenvolvedor”. A pessoa pode ser um programador excelente, mas, sem boas habilidades de comunicação, nunca deixará de ser um codificador.

Com certeza há diferentes inteligências, mas elas não são completamente independentes. Para construir uma boa linha de argumentação (comunicação) é preciso uma boa fundação lógica.

É justamente dessas interrelações que estou falando. Minha opinião é de que o desenvolvimento de software é muito mais comunicação do que técnica, embora a técnica tenha sim sua importância.

A pergunta é: você confiaria o desenvolvimento de algum sistema vital do seu negócio a alguém que mal sabe escrever?


Comentário por
Rafael Dx7
7 February 2008 @ 15:55

já tinha lido sobre isso em algum outro blog. e realmente é verdade que não podemos acreditar que, alguém que não sabe organizar o pensamento, consiga desenvolver software dentro de uma metodologia organizada.


Comentário por
Marcos Ricardo
30 March 2008 @ 13:03

É Lucas,

Não há como discordar, se fosse possível fazer uma coletânea das bobagens que recebo diariamente como especificações ou como simples e-mails na área de TI de uma grande empresa, seria digno de ser lido pelo Jô Soares.


Comentário por
Walter Cruz
3 July 2008 @ 15:41

E se refletirmos um pouco, podemos chegar a conclusão que codificar é se comunicar com a máquina. Também considero o bom uso da língua importante 😉 Cheguei aqui pesquisando codekata e me deparei com bons textos, parabéns.


Comentário por
Lucas Húngaro
4 July 2008 @ 10:05

Obrigado, Walter! 🙂


Comentário por
Guilherme Carlos
27 November 2012 @ 22:28

Concordo contigo Lucas. Parece que com a internet perdemos o hábito de ler. Eu, particularmente, lia bastante livros e mesmo com todo esse conteúdo disponível estou lendo cada vez menos! E com certeza isso reflete na nossa argumentação, no nosso entendimento e até na forma de pensar. Post muito bom!


Deixe um comentário